Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
votação
quem governa o brasil?
serviçais dos Usa
pelegos das elites
oportunistas
traidores do povo
maçonaria
burguesia
canalhada
pessoas de bem
Ver Resultados

Rating: 2.5/5 (605 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...





Total de visitas: 143889
cordel o senado brasileiro e etc.
cordel o senado brasileiro e etc.


(autor Ricardo Coração de Leão)

O Senado reuniu-se
Pra discutir falcatruas,
Era um bando de peruas,
Foi isto mesmo que viu-se.
E a briga resumiu-se
Numa dupla porra-louca
Que quase ficava rouca
De se alcunharem ladrão,
Foi uma esculhambação
Esse público bate-boca.
Foi o Renan Canalheiros
Que começou a baderna
Queria passar a perna
Em todos os brasileiros.
Ô senadores fuleiros!!!
Esse povo do Senado
Deve ser preso e algemado
Todo esse Senado inteiro
Que é cheio de trapaceiro,
Ladrão, corrupto danado.
 
Até o coronel Tasso,
Dito “coronel de merda”...
Dizem: “quem não furta, herda”,
E ele herdou um dinheiraço,
Porém perdeu o compasso
E caiu na bandalheira,
E a gente queira ou não queira
É madame no puteiro
Junto com o cangaceiro
Que ele disse de terceira.
O nosso pobre Senado
Já virou um quenguenbal,
Não tem ética nem moral,
Está muito esculhambado,
Ninguém tá preocupado,
Parece um bando de gay.
Renan, Collor e Sarna Ney
É uma trindade chula
Que tem o apoio do Lula
Para descumprir a Lei.
 
------------------------
(Cipriano Neto)
O pobre hoje só vive
Imprensado e oprimido
Por isso o pobre que vota
Pra ver um rico crescido
Apanha e não se desgosta
É como a mulher que gosta
De apanhar do marido.
 
Rico atrás de voto adula
Visita fora de hora
Eu comparo com um morcego
Que chia, abana e se escora
Se o bicho perde o sobroço
Ele fura no pescoço
Chupa o sangue e vai embora.
--------------------------------
versos de joão grilo
Sonhei que fui ao inferno
Numa rápida excursão,
Chegando vi um letreiro
Escrito na escuridão:
“Aqui sem risco de fugas
Vão viver os sanguessugas
E a máfia do mensalão”.
 
Dos fundos da galeria
Uma voz gritou: “Sou eu!
Aqui estou preparando
O meu futuro museu
Para apresentar com graça
Todo o filme da trapaça
Do ministro Zé Dirceu”.
Não tinha dono esta casa?
Nem chefe nem direção?
Como alguém que vive nela
Faz toda a corrupção
Formando enorme quadrilha
Que rouba, furta e humilha
Sem culpa e sem omissão?
 
Como é que um presidente
Alguém que é bem informado
Pelas agências secretas,
Tem agindo do seu lado
Um Valdomiro Diniz
E depois de tudo diz
Que nada foi comprovado?!